138 Works

Educação e Trabalho Social

José Luís Gonçalves
O número temático da Revista Saber & Educar que agora se disponibiliza oferece aos leitores um conjunto valioso de artigos de investigação de cariz sociopedagógica com resultados que cruzam os contextos da «Educação» e do «Trabalho Social».

Escola do futuro: perspetiva dos alunos de 1.º Ciclo do Ensino Básico School of the future: students' perspective of 1st Cycle of Basic Education

Mónica Oliveira
Este artigo pretende (re)pensar a Escola face aos desafios da contemporaneidade, ressaltando a mudança e a inovação como o caminho a trilhar para a sua (re)invenção. Entendemos que, para encontrar as respostas a estes desafios, é necessário auscultar os alunos sobre a Escola do Futuro, tendo por base os seguintes objetivos: i) perceber como os alunos perspetivam a Escola do Futuro; ii) coligir um conjunto de contributos de suporte à sua transformação. Trata-se de uma...

Educação e Trabalho Social: reivindicações, limitações e indefinições

Ana Maria Vieira
Mais que uma questão de natureza didática, a educação escolar é, cada vez mais, uma questão social. Nesse sentido, só uma pedagogia social, mais abrangente que a escolar, poderá dar conta dos fenómenos sociopedagógicos da escola contemporânea. A crescente diversidade cultural na escola pública portuguesa levou à emergência de várias políticas e respostas da escola para construir uma "escola para todos". A pedagogia social, através da mediação sociocultural feita com profissionais sociais na escola tem...

Dificultades de los menores en protección ante la superación de etapas escolares y la emancipación

Xosé Manuel Cid & Deibe Simo
No trabalho educativo diário com jovens em risco, observamos, frequentemente, uma história de insucessos escolares que tem fortes repercussões quando se inicia o processo de transição para a vida adulta. A escola reproduz situações de exclusão e contribui, com a sua rigidez académica, para o afastamento dos adolescentes que, na fase anterior à emancipação, têm pretensões e necessidades práticas. Às experiências negativas vinculadas à educação somam-se as forças sociais e económicas que obrigam a encontrar...

Territorialidades Educadoras na Construção de Velhices com Qualidade

Marcia Regina Medeiros Veiga, António Manuel Rochette Cordeiro & Sónia Cristina Mairos Ferreira
A partir do conceito de “territorialidades”, entendido, sucintamente, como as dinâmicas sociais, económicas, políticas e culturais desenvolvidas em cada território, propomos, neste artigo, uma discussão teórica sobre educação ao longo da vida como um importante pressuposto para a qualidade de vida na velhice. Assim, esta discussão está pautada em três eixos: o primeiro centra-se na problematização da velhice e dos sujeitos idosos na contemporaneidade, buscando uma definição de quem são tais sujeitos. O segundo eixo...

Crianças, Brincar, Culturas da Infância e Cultura Lúdica: uma análise dos estudos da infância

Clara Medeiros Veiga Ramires Monteiro & Ana Cristina Coll Delgado
O presente artigo decorre de um ensaio teórico de questões concernentes à infância, crianças, brincar, cultura lúdica e culturas da infância, com base em autores dos estudos da infância. Iniciamos pela problematização e articulação de conceitos como infância, brincar, jogos e brinquedos. Em seguida tratamos do brincar e da Cultura lúdica, como um recorte das culturas da infância, embora não seja o único. Concluímos com alguns desafios, entre eles o distanciamento entre as gerações, também...

(Re)Inventar um Espaço Reflexivo

Daniela Gonçalves
A nossa proposta assenta numa mudança epistemológica que rompe, definitivamente, com a concepção e as correspondências representativas da Criança como “objecto”, devolvendo às Crianças a sua subjectividade, visto que a acção pedagógica que preconizamos exige a (re)invenção de um espaço reflexivo, cooperando com as seguintes matrizes: a) a participação na comunidade (educativa); b) o aprofundamento da sociedade democrática, garantindo a fundação de uma cultura de participação sustentada; c) o desenvolvimento adequado e constante de competências...

A linguagem não-verbal no espaço escolar

Norma Suely Azevedo
O presente trabalho objetiva investigar o uso da imagem como estímulo a percepção estética e a uma aprendizagem prazerosa. A utilização deste recurso, no processo de ensino-aprendizagem, torna-se uma opção relevante e imprescindível tanto para o professor quanto para o aluno, por sua função representativa, narrativa, além de lúdica. Partindo da hipótese de que é possível o aprofundamento do estudo da imagem em consonância com fatos históricos, buscamos os fundamentos na História Nova, na Prática...

Perspectivas actuais da Educação Intercultural na promoção de uma escola Inclusiva

Ana Sofia Ribeiro, Joana Cavalcanti & Mário Cruz
O seguinte artigo surgiu como resultado de uma investigação, a qual se baseia num estudo de caso, realizada acerca das perspectivas da Educação Intercultural como promotora de práticas inclusivas. A Educação, na sociedade contemporânea, tornou-se um desafio porque a escola e a sociedade vivem numa constante dicotomia à qual os especialistas chamam de “daltonismo cultural” contrapondo ao “apelo” (in) consciente dos alunos que reflectem o “arco-íris” da diversidade na nossa heterogénea sociedade. Reconhecemos que a...

Tecnologias para a Educação: A mesa educacional E-Blocks no processo de ensino e aprendizagem de uma criança com Trissomia 21

Sofia Isabel Lopes & Mário Cruz
O estudo empírico realizado propôs-se analisar e reflectir acerca da influência da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), em particular da mesa educacional E-Blocks e do software de Matemática e Alfabeto, no processo de ensino e aprendizagem de uma aluna portadora de Trissomia 21 matriculada no 1.º ano de escolaridade do 1.º ciclo do ensino básico. Pretendeu-se observar de que forma este recurso tecnológico promovia a aprendizagem, a motivação e a concentração da...

Propostas de Actividades

., ESEPF
O conjunto de actividades que apresentamos tem a sua origem no trabalho desenvolvido pelos diversos professores/as juntamente com as crianças com as quais partilharam o projecto “Criança, sujeito de direitos: a infância que se ergue”. Sendo assim, são propostas já desenvolvidas e experimentadas com sucesso. Enfatizamos que qualquer actividade pedagógica deve ser cautelosamente analisada para poder servir como ponto de partida, sendo redimensionada de acordo com cada grupo de crianças, contextualizada para atender aos níveis...

A redescoberta da Infância e da Criança

Gabriela Trevisan
A(s) reconstrução (ões) da (s) imagen(s) produzida (s) sobre a Infância e sobre as crianças continuam a assumir-se como desafio actual e necessário, à consideração de uma criança-cidadã, sujeita de direitos e deveres, e competente para o seu exercício. O modo como estas imagens influenciam essas possibilidades é visível em diferentes contextos de vida quotidiana da criança sendo, a escola, local por excelência de exercício democrático e de aprendizagem dos direitos das crianças. Os professores,...

Sobredotação e Arte:Factores Influentes na Expressão Plástica de Alunos Sobredotados

Marcela De Sá Rios Pinho
A problemática da educação dos sobredotados tem motivado as mais diversas reflexões e pesquisas conducentes a uma maior consciencialização das especificidades destes alunos e, por conseguinte, a uma actuação mais ajustada dos professores e demais agentes educativos. A sobredotação e a expressão plástica constituem o núcleo de estudo do trabalho que divulgamos neste artigo, onde se assumem os seguintes objectivos: (i) identificar as características da criatividade e os sinais de motivação que se revelam na...

O Direito à Língua – a diversidade linguística na Escola

Maria Cristina Vieira Silva
Na reflexão que aqui apresentamos, em torno do direito à Língua em contextos de diversidade linguística na Escola, guiaram-nos as seguintes preocupações: A sensibilização para a diversidade linguística e cultural; A necessidade de formar cidadãos plurilingues e pluriculturais; A premência em consciencializar os educadores para o facto de a diversidade linguística poder ser encarada não como um obstáculo, mas antes como um recurso para o enriquecimento do processo de aprendizagem; O reconhecimento do valor de...

Dinâmicas de Reconhecimento da Criança, sujeito de direitos

José Luís Gonçalves
Os Direitos Humanos estabilizaram, ao longo de décadas, um património conceptual que necessita de ser permanentemente actualizado em sede educativa para ser eficaz na promoção da dignidade humana. Diante da emergência de uma quarta geração de direitos baseada no paradigma da diversidade, o desafio educativo actual consiste em tornar visível o outro diverso para que possa usufruir das prerrogativas da contemporaneidade. As dinâmicas de reconhecimento da singularidade do ser humano em todas as suas fases...

Dialogicidade da Educação: Possibilidade de Intervenção Consciente da Realidade

Shalimar Michele Silva
A educação visando compreender o sentido global da existência humana e, diante da existencialidade do mesmo, deve permitir ao ser humano projetar-se e realizar-se na busca do ser-possível. Não há educação se os seres humanos não percebem o significado compreensivo que possuem com a relação inesgotável com o mundo. Entretanto, torna-se necessário compreender que, nesse processo da (re)construção homem/ mundo, a linguagem ocupa um lugar central, por sua capacidade dialógica. Objetiva-se nesse artigo abordar as...

Alternative Assessment

Dulce Porto Rodrigues
The teaching/learning has changed over the past three decades and assessment musn´t be seen as just a means of testing learners´ achievement and promotion. This type of evaluation helps students get more involved in their learning and provides teachers with useful information as the basis for instructional plans and pedagogical practices. It is a way of diagnosing the students´ strengths and weaknesses so that class procedures are directed to include activities in which students measurable...

A Sexualidade na Deficiência Mental

Paula Alexandra Camelo Almeida
A questão da sexualidade na deficiência mental é pouco discutida e permeada de preconceitos, mitos e tabus. As pessoas com deficiência mental possuem conhecimentos precários a respeito da sua sexualidade, experiências limitadas e são, muitas vezes, privadas de um acesso efectivo a uma educação sexual adequada. O objectivo deste artigo é perceber quais são os conhecimentos, necessidades e sentimentos de pessoas com deficiência mental, diante da sua sexualidade. Da análise qualitativa dos dados das entrevistas...

A literatura infanto-juvenil como “suporte” na formação didática de professores de língua materna: uma reflexão teórico-metodológica a partir do texto de Elias José, em Uma escola assim, eu quero pra mim

Maria Lúcia Ribeiro De Oliveira
Resumo O objetivo deste estudo é chamar a atenção dos docentes que trabalham na formação de professores de língua materna, notadamente nos cursos de pedagogia e letras, para a função didática da literatura infantojuvenil. Em Uma escola assim, eu quero pra mim, publicada em 1997. Elias José, formado em letras e pedagogia, aborda problemas e soluções de caráter sociolinguístico que podem ocorrer no contexto da sala de aula. Ele conta a trajetória escolar de um...

Software Plaphoons na comunicação de indivíduo com paralisia cerebral

Miguel Maia & Mário Cruz
Neste artigo propomo-nos abordar as vantagens do uso de um software de comunicação alternativa, Plaphoons na comunicação de um aluno com Paralisia Cerebral (PC) cuja comunicação está fortemente comprometida por limitações físicas. Após uma breve abordagem teórica sobre a PC e a Tecnologia de Apoio mostraremos as potencialidades e vantagens do uso do Plaphoons na comunicação e em que medida este poderá ajudar o indivíduo no desenvolvimento da sua competência comunicativa.

A Po(ética) da Infância e a Formação para os Valores

Joana Cavalcanti
A Literatura para a Infância se constitui como uma das grandes possibilidades de contacto da criança com a realidade e com o mundo. Para além de propor sensibilização estética, o espaço literário também se oferece como lugar de busca e produção de sentido. Assim, uma (po)ética da Literatura para a Infância deve ser considerada na medida em que se situa como um conjunto ou sistema de ideias destinado à compreensão do universo da infância, englobando...

Criança, Sujeito de Direitos: A Infância que se ergue: breve fundamentação

Joana Cavalcanti, Daniela Gonçalves, Gabriela Trevisan, José Luís Gonçalves & Maria Cristina Vieira Silva
Partindo de uma reflexão sobre os Direitos da Criança, este projecto centra-se no papel da Educação e das instituições sócio-educativas na promoção, reflexão e defesa dos mesmos, numa perspectiva de formação de adultos e crianças. Ao longo do percurso, foram promovidas acções de esclarecimento e sensibilização junto dos agentes educativos, sobre os aspectos pedagógicos, jurídicos, psicológicos e sociais sobre os quais versa a Convenção dos Direitos da Criança. Posteriormente, e porque a interpretação das dimensões...

Indutores de problematização aplicados a uma aula de antropologia e dilema moral emergente

Luís Almeida Gonçalves
Este artigo relata uma experiência ocorrida no âmbito do ensino de estudantes do curso de educação social que, após terem realizado uma investigação de cariz antropológica num bairro da cidade do Porto a partir do conceito de “não-lugares” de Marc Augé, continuavam sem “ver” e “reconhecer” os seus habitantes, permanecendo estes sem rosto e nome concretos nas transcrições e nos discursos destes estudantes. O problema da invisibilidade aqui abordado foi trabalhado em sala de aula...

Editorial

Adalberto Dias De Carvalho
Este número especial da Revista Saber & Educar é integralmente dedicado à problematização e à dilematização enquanto metodologias aplicadas ao processo de ensino-aprendizagem e de formação de profissionais de educação. Dá-se assim expressão pública àquele que é um trabalho continuado e sistemático que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos últimos anos na Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti.

Problematização e conceptualização em ciências e nas aprendizagens científicas

Christian Orange
A problematização está na moda: ela é invocada um pouco por todo o lado. Mas designará sempre o mesmo processo? Este artigo tenta explicitar, com base em Bachelard, Canguilhem e Popper, o que é a problematização científica, ao estudar as relações entre problematização e conceptualização em ciências e nas aprendizagens científicas. Para isso, descreve algumas etapas de investigações conduzidas desde há vários anos sobre estas questões no seio do CREN (Universidade de Nantes).

Registration Year

  • 2019
    137

Resource Types

  • Text
    138

Data Centers

  • Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
    138