154 Works

Editorial

José Aranda Da Silva
Estamos novamente, a nível nacional, num período de grande indefinição política, com preocupantes impactos na área da saúde. O impacto da crise na saúde não é uma questão apenas nacional, é também significativo a nível europeu. A revista Lancet, na edição de 30 de abril (www.thelancet.com), publica vários artigos sobre o estado da saúde na Europa, destacando designadamente as consequências do impacto da crise económica neste setor. O discurso do primeiro-ministro de 7 de abril,...

Health at a Glance 2015

Revista Farmacoterapia
Foi publicado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) o documento Health at a Glance 2015: OECD Indicators. Publicamos em seguida dados divulgados neste relatório relativamente à despesa com medicamentos no âmbito da OCDE, sendo atribuído particular destaque à situação em Portugal. Enumeramos igualmente um conjunto de medidas de contenção de despesa implementadas no setor do medicamento no decurso dos últimos anos em diferentes países-membros da OCDE. Disponível em www.oecd-ilibrary.org/social-issues-migration-health/health-at-a-glance 2015_health_glance-2015-en.

Editorial

José Aranda Da Silva
Este primeiro semestre foi marcado pelo “ braço de ferro” entre a Comissão Europeia e o Governo do Partido Socialista com apoio da maioria parlamentar. Tudo indica que o entendimento do Governo quanto ao cumprimento das metas orçamentais, não satisfez totalmente a Comissão Europeia e em especial o grupo informal Eucofin. Nao obstante, foi já declarado publicamente que não serão aplicadas sanções a Portugal, pelo menos até ao fecho das contas de 2016. Por outro...

EVIDÊNCIA CLÍNICA DO DESEMPENHO DE DISPOSITIVOS MÉDICOS: PRINCIPAIS DESAFIOS

Miguel Antunes, Mariana Pereira & Pedro Durão
Os problemas ligados à obtenção de evidência clínica do desempenho de um dispositivo médico têm sido objeto de revisão crítica em diversas publicações de referência da área médica. E, no entanto, é cada vez maior a exigência de rigor metodológico desses mesmos estudos, uma vez que, numa primeira fase, determinarão a possibilidade de autorização de comercialização de um determinado dispositivo e, numa segunda fase, a sua adoção por um sistema de saúde com base no...

Participação Pública na Decisão em Saúde. O que Temos Aprendido?

Sofia Crisóstomo & Margarida Santos
Não aplicável para o tipo de artigo selecionado, de acordo com as instruções para os autores

Editorial

José Aranda Da Silva
Os primeiros meses do ano de 2017 foram ricos em notícias com medicamentos e terapêutica. Desde logo, e tendo em conta o interesse dos doentes, salientamos a melhoria da acessibilidade aos medicamentos, conforme se constata pela afirmação do Sr. Ministro da Saúde exaltando que 2016 terá sido o ano em que foi comparticipado um maior número de medicamentos. Apesar de ainda não ser muito claro na página do INFARMED, I.P., a constatação deste facto é...

A MULTIDIMENSIONAL PERSPECTIVE THE IN MIGRAINE TREATMENT

Tânia Faia, Sílvia Morais, Andreia Rosa, Joana Santos & Bruno Sepodes
Migraine is highly prevalent, affecting the quality of life of the patients and their families. Given its high economical impact, it is considered by the World Health Organization the 19th cause of disability due to illness. The prevention and treatment of the migraine are a challenge for the health professionals, who face a wide variety of drugs available, as well as varied symptoms and demands by the patients. As such, it is important that these...

Editorial

José Aranda Da Silva
Finalmente, termina a intervenção estrangeira em Portugal resultante do acordo estabelecido em 2011 com a «Troika». O esforço exigido à maioria da população, e em especial aos pensionistas, reformados e funcionários públicos, foi enorme e teve como consequência um abaixamento significativo do nível de vida. Muitos entraram em situação de difícil subsistência ou na pobreza. Os cortes nos serviços públicos, nomeadamente no Serviço Nacional de Saúde (SNS), colocaram o financiamento a níveis de há dez...

IMPLEMENTATON OF PHARMACEUTICAL CARE IN PORTUGAL, SIX YEARS AFTER

Sílvia Martins, Filipa Alves Da Costa & Margarida Caramona
Objectives: To evaluate the level of implementation of pharmaceutical care in Portugal; to characterize the pharmaceutical team, the infrastructures and the types of services offered by Portuguese pharmacies; to analyze the evolution of these indicators between 2006 and 2012. Study Type: Observational cross-sectional study. Location: Portuguese Community Pharmacies. Population: Community pharmacists practicing in Portugal. Methods: A cross-sectional study was used, where the Portuguese Pharmaceutical Society enabled the mailing of the questionnaire to all registered community...

MYTHS AND FACTS OF BIOSIMILAR MONOCLONAL ANTIBODIES

João Gonçalves
With this article we intend to present facts and to expose several myths concerning the quality, safety and efficacy of therapeutic biosimilar monoclonal antibodies. We wish to summarize the experience of EMA regarding the biosimilar mAb and address the outstanding issues concerning the regulation and continuous supervision of these products. These issues include the conditions necessary to extrapolate the indications of the biosimilars of monoclonal antibodies for uses other than the ones initially evaluated in...

Desigualdades no Acesso aos Cuidados de Saúde

Revista Portuguesa De Farmacoterapia
Com o objetivo de apoiar a análise e futuras iniciativas, a Comissão Europeia solicitou aos peritos nacionais da Rede Europeia em matéria de Política Social (ESPN) um relatório com a descrição do grau de desigualdades no acesso aos cuidados de saúde nos países da União Europeia, uma análise dos desafios específicos de cada país e um conjunto de recomendações de boas práticas. O relatório, publicado em novembro, descreve as principais características dos sistemas de saúde...

MEDICAMENTOS E PLANOS DE GESTÃO DE RISCO – DIFERENTES PERSPECTIVAS DE UMA MESMA REALIDADE

Redação RPF
O presente texto surge na sequência de um projecto formativo fruto de uma parceria entre a Celgene Portugal e a InfoCiência, visando desenvolver uma actualização curricular sobre uma matéria tão sensível e actual como a representada pela gestão de risco. Esse programa desenvolveu-se em duas sessões formativas, decorridas a 21 de Março de 2009, em Lisboa, e a 4 de Abril de 2009, no Porto. A sua organização sob a forma de um artigo pretende...

Atualizações em Coagulação: Os Anticoagulantes Orais Não Antagonistas da Vitamina K (NOACs)

Isabel Vitória Figueiredo, Marta Lavrador, Ana Margarida Freitas, Brenda Madureira, Carla Mendes Campos, Elisabete Vale Gonçalves, Francisco Machado, Jorge Fortuna, José Feio, Margarida Castel-Branco, Helena Catarino, Marisa Caetano, Nuno Vilaça Marques, Paulo Tavares Almeida & Catarina Luz Rodrigues Oliveira
Os anticoagulantes orais não antagonistas da vitamina K (NOACs) surgiram como uma alternativa terapêutica aos antagonistas da vitamina K (VKAs). Os NOACs vieram revolucionar a anticoagulação oral, estando indicados para a prevenção de fenómenos tromboembólicos em doentes com fibrilhação auricular não valvular e para a prevenção primária e secundária do tromboembolismo venoso, nomeadamente tromboses venosas profundas e embolia pulmonar. Dada a crescente utilização destes anticoagulantes, é importante um aumento do conhecimento acerca dos mesmos, nomeadamente...

Inovação como um Direito dos Portugueses - Perspetivas Sobre o Acesso à Inovação Farmacológica em Portugal e Recomedações Estratégicas para Garantir a sua Existência

Revista Farmacoterapia
O Boston Consulting Group (BCG) publicou em junho de 2015 o estudo «Inovação como um Direito dos Portugueses», com o objetivo de observar tendências e refletir sobre as perspetivas ligadas ao acesso à inovação farmacológica em Portugal. O estudo contou com a participação de um Conselho Estratégico composto por personalidades reconhecidas no setor da saúde, que suportaram e colaboraram cientificamente na elaboração do mesmo. Publicamos em seguida um resumo do estudo.

AS FARMÁCIAS E A CRISE ECONÓMICA EM PORTUGAL: UM ESTUDO DE CASO

Revista Farmacoterapia
Foi publicado em junho de 2015 um estudo da autoria de António Pedro Aguiar, Luís Manuel Martins e Francisco Batel Marques, que avalia os fatores que conduziram à deterioração da situação económica das farmácias em Portugal, utilizando como critérios de análise as características de gestão destes locais. Publicamos de seguida um resumo do estudo. «Pharmacies and the Economic Crisis in Portugal: A Case-Study International Journal of Health Sciences.» Disponível em http://dx.doi.org/10.15640/ijhs.v3n2a7.

UMA REFLEXÃO SOBRE A AUTOMEDICAÇÃO E MEDICAMENTOS NÃO SUJEITOS A RECEITA MÉDICA EM PORTUGAL

Pedro Soares Cruz, Margarida Caramona & Mara Pereira Guerreiro
Em Portugal, o enquadramento oficial da automedicação está restrito ao uso de medicamentos não sujeitos a receita médica (MNSRM) em transtornos menores, e no geral transitórios, embora haja uma tendência internacional para estender a automedicação a problemas crónicos. Atualmente, Portugal classifica como sujeitos a receita médica medicamentos que não necessitam de prescrição noutros países com idêntico nível de desenvolvimento humano (Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas). A experiência de outros países desenvolvidos pode ser...

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE RECURSOS HOSPITALARES ASSOCIADOS À ADMINISTRAÇÃO DE TRASTUZUMAB

Sofia Andrade Andrade, Ana Santos, Aldiro Magano Magano, Alexandra Madureira, Ana Vinagre, Carlos Góis, Fátima Falcão, Graça André, Inês Lima, Maria José Alves, Maria Nazaré Rosado, Patrícia Cavaco, Paula Rolim & Rita Lopes
Objetivos: Determinar o custo associado à preparação e administração de trastuzumab por via intravenosa (IV) e estimar a diferença versus a administração por via subcutânea (SC), considerando apenas o consumo de recursos materiais (RM) e o custo associado ao tempo despendido pelos profissionais de saúde (PS) envolvidos. Tipo de Estudo: Estudo transversal de avaliação de consumo de recursos por entrevista. Local: Hospitais distribuídos a nível nacional. População: Profissionais de saúde. Métodos: Os dados foram recolhidos...

PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS OFF-LABEL

Ana Escoval, Ana Sofia Valongo, Ângela Carneiro, António Vaz Carneiro, Armando Alcobia, Francisco Batel Marques, João Nascimento, José Aranda Da Silva, José Cunha-Vaz, Manuel Delgado, Miguel Gouveia, Paulo Carinha, Paulo Pinheiro, Paulo Rosa, Rufino Silva & Walter Osswald
A reunião de reflexão teve como objectivo debater aspectos do uso de medicamentos off-label em Portugal, debater questões legais e regulamentares relacionadas com esta prática, debater a circular informativa do Infarmed n.º 184/CD, de 12/11/2010, incluindo a análise do caso específico referido na mesma e identificar potenciais vantagens e riscos. Durante a reunião foram debatidos aspectos regulamentares e legais, aspectos clínicos relacionados com a eficácia e segurança e ainda aspectos éticos e económicos relacionados com...

Twenty Five Years of Evolution of INFARMED, I.P.: The Current Challenges

José Aranda Da Silva
.

THREE LEVELS MODEL FOR DIFFERENTIATED PHARMACIST CLINICAL ACTIVITIES IN THE COMMUNITY PHARMACY – THE PRACTICAL APPLICATION

Mónica Condinho, Margarida Cavaco, Fernando Miranda & Carlos Sinogas
Introduction: In order to contribute for the real implementation of cognitive pharmaceutical services in Portugal, a three levels model of pharmacist clinical intervention in the community pharmacy, based on the differentiated patient´s health needs, was proposed by the authors («Three Levels Model for Differentiated Pharmacist Clinical Activities in the Community Pharmacy – The Proposal», accompanying paper). Objective: To test the practical application of the proposed three levels model for differentiated pharmacist clinical activities in the...

SAFETY AND CLINICAL EFFICACY IN BIOSIMILAR SUBSTITUTION

João Pedro Fernandes & João Gonçalves
Biosimilar medicinal products have become a reality in recent years. Despite an established legal pathway for biosimilars in the European Union since 2005 and increasing regulatory guidance on data requirements for their development and approval, many clinicians are still reluctant to consider biosimilars as a treatment option for their patients. Moreover, the approval of biosimilars has prompted the discussion of whether these products can be safely switched with the innovator biopharmaceuticals without a negative impact...

Eficácia e Segurança dos Agonistas dos Recetores GLP-1 no Tratamento da Diabetes Mellitus Tipo 2: Revisão Sistemática

Ana Paula Martins & Rodrigo Miguel Martins Murteira
Introdução: Os análogos peptídicos glucagon-like são uma nova classe de fármacos usada no tratamento da diabetes mellitus tipo 2 que mimetiza a hormona endógena glucagon-like peptide 1. A glucagon-like peptide 1 regula os níveis de glucose através da estimulação da secreção de insulina de uma forma dependente da glucose, diminuindo a secreção de glucagon, atrasando o esvaziamento gástrico e promovendo a saciedade. O tratamento individualizado da diabetes mellitus tipo 2, usando vários agonistas dos recetores...

MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (1974/2011) E OS «ERROS MÉDICOS»

Lígia Gaspar Ernesto
Objetivos: (i) Caracterizar qualitativa e quantitativamente a presença de «erros médicos» nos meios de comunicação social não especializados portugueses. (ii) Comparação com relatórios oficiais nacionais sobre «erros médicos». Métodos: Estudo qualitativo e quantitativo com determinação de frequências, recorrendo-se à pesquisa eletrónica para identificação de notícias relatando casos de «erros médicos» ocorridos em Portugal. Resultados: Analisaram-se 210 casos publicados entre 1974 e 30 de junho de 2011. O número de casos de «erros médicos» nos meios...

BIG DATA OPPORTUNITIES IN HEALTHCARE. HOW CAN MEDICAL AFFAIRS CONTRIBUTE?

José Aleixo Dias & Paulo Duarte
The topic of Big Data has been gathering more and more attention, namely in the healthcare sector. Recently, while participating in a conference where this topic was extensively discussed1, it became clear that there is still need for awareness around the evolution and opportunities associated with the management of large datasets and how the information generated from these sources can change our lives. Big Data has the potential to transform medical practice by integrating different...

Registration Year

  • 2019
    154

Resource Types

  • Text
    154

Data Centers

  • Revista Portuguesa de Farmacoterapia
    154