723 Works

TRAUMATISMOS CERVICAIS EXTERNOS

Sandra Alves, Manuela Ferreira, Mário Giesteira De Almeida, Artur Condé & Agostinho Silva
Os traumatismos da região cervical constituem acidentes associados a elevada morbilidade e mortalidade, exigindo, obrigatoriamente, cuidados apropriados e precoces. Os otorrinolaringologistas, dado o seu particular controlo onátomo-cirúrgico do região cervical, constituem parte integrante das equipas multidisciplinares de traumatismos nesta área, pelo que é fundamental um conhecimento profundo e actual do tema.

RECONSTRUCÃO FARINGO ESOFÁGICA COM ANSA DE JEJUNO EM TUMORES AVANÇADOS DA FARINGE

Ricardo Henriques Pereira, Edite Portugal, Francisco Branquinho, Arnaldo Guimarães, Azenha Cardoso & João Henriques Pereira
.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE LESÕES DO ÁPEX PETROSO - A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO

A. Margarida Amorim, Sandra Costa, J. C. Neves, S. Paiva, C. Gapo, V. Soares, J. Ribeiro, J. Romão, P. Tomé & A. Paiva
A causa mais frequente de destruição do ápex petroso é um processo secundário a uma lesão contígua ou uma metástase, sendo as lesões primárias menos comuns. Estas lesões são clinicamente silenciosas durante um longo período de tempo, com os doentes referindo sintomas vagos e inespecíficos que atrasam o diagnóstico . Os estudos imagiológicos, TC e RM, aumentaram muito o capacidade de diagnosticar estas lesões. Só o exame histopatológico após exérese da lesão permite o diagnóstico...

A A.P.O., as Especialidades, o protagonismo, a necessidade de união

Carvalho Sofia
.

Corticoterapia nasal em crianças com rinite alérgica - Que efeito no eixo hipotálamo-hipófise-supra-renal e no crescimento?

Mónica Caixa, Sílvia Alves, Joana Castro, Sérgio Martins & Luís Antunes
Objectivo: Revisão da literatura referente à segurança da corticoterapia nasal no tratamento da rinite alérgica em crianças, enfatizando o risco de supressão do eixo hipotálamo-hipófise-supra-renal e de atraso de crescimento. Material e métodos: Pesquisa de artigos científicos publicados entre 2000 e 2010, excluindo-se os referentes à corticoterapia nasal no tratamento de qualquer outra patologia que não a rinite alérgica. Resultados: Os corticóides nasais de segunda geração (fluticasona e mometasona) associam-se a um menor risco de...

Aquisição e desenvolvimento da linguagem em crianças com implante coclear

Helena Alves, Jorge Humberto Martins, Graça Oliveira, Marisa Alves, Daniela Ramos, Luís Silva & Carlos Ribeiro
Objetivo: Verificar a aquisição de vocabulário em crianças portadoras de implante coclear, em função da sua idade auditiva. Material e Métodos: Neste estudo foram analisados 100 Inventários (Inventário sobre o Desenvolvimento da Comunicação - MCDI - WS) preenchidos por pais de crianças implantadas no Serviço de Otorrinolaringologia do CHUC, E.P.E. – CHC. O MCDI - WS é um inventário que pretende verificar a aquisição da linguagem entre os 16 e os 30 meses de idade....

Modelo suíno de dissecção cervical experimental

João Barosa, Clara Silva, Natércia Silvestre, Henrique Alexandrino, Carlos Mesquita, João Ribeiro, Pedro Tomé & António Paiva
Objectivos - Estudo do modelo suíno no campo da cirurgia cervical. Desenho do estudo - Estudo descritivo. Material e métodos - Pesquisa bibliográfica de trabalhos publicados entre 2000 e 2011, tendo como palavras chave “swine”, “porcine” e “surgery”. Dissecção de estruturas cervicais em modelos suínos. Foi planeada a execução de procedimentos cirúrgicos cervicais: traqueotomia, cordectomia clássica, laringectomia parcial, laringectomia total, glossectomia parcial, glossectomia total, timectomia, tiroidectomia parcial, tiroidectomia total, parotidectomia parcial, ressecção parcial de carótida...

OTODISTROFIA - APRESENTACAO DE UM CASO CLÍNICO

Joana Pires, Gustavo Lopes, Rita Moura, Ana Mafalda Reis, Mrinalini Honavar, Nuno Trigueiros, M. Rodrigues E Rodrigues & A. Maia Gomes
As osteites são doenças que provocam alterações do metabolismo e do crescimento ósseo. A Doença de Poget, Osteopetrose, Osteogénese Imperfeito, Otosclerose e Displosia Fibrosa são otodistrolias que diferem em termos clínicos, imagiológicos e onatomo-patologicos. Os Autores descrevem as caracteristicas das diferentes otodistrolias, e apresentam um caso clínico sugerindo que o leitor descubra o diagnóstico.

Esvaziamento ganglionar Cervical após QT/RT no IPO FGL

Sara Ramalho, Luís Correia Oliveira, Pedro Montalvão, Hugo Estibeiro, Ana Hebe & Miguel Magalhães
Introdução: A Radioterapia (RT), associada a Quimioterapia (QT) são tratamentos propostos para muitos doentes oncológicos da área da cabeça e pescoço, sendo muitas vezes a escolha inicial, particularmente em tumores localmente avançados. A dissecção cervical seria realizada, caso necessário, se persistisse doença regional após QT/RT. A controvérsia é gerada principalmente na doença N2/N3 com resposta completa dada a difícil avaliação clínica, imagiologica e anatomo-patológica. Os defensores do esvaziamento ganglionar cervical sistemático pós QT/RT argumentam uma...

Tiróide lingual: apresentação de três casos clínicos e revisão da literatura

Carla Ferreira Gapo, J. Miguéis, A. M. Amorim, I. Ventura, M. C. Miguéis & A. Paiva
Introdução: Tiróide lingual é o termo aplicado a uma massa de tecido tiroideu ectópico localizado na base da língua, sobre a linha média. Ocorre por não migração da glândula nas fases iniciais da embriogénese para a sua normal localização cervical, a partir do local de origem. Embora possa permanecer assintomática, pode manifestar-se por disfagia, disfonia, obstrução das VAS ou hemorragia. Material e Métodos: Apresentação de três casos clínicos diagnosticados e tratados no nosso serviço de...

Pólipo nasal solitario atípico. Diagnóstico y tratamiento mediante cirugía endoscópica nasosinusal (CENS)

Vicente Pino Rivero, David Sánchez García, Manuel Rodríguez Carmona, Rafael Jorge Iglesias González & Federico Del Castillo Beneyto
Presentamos un caso poco frecuente de pólipo nasal solitario atípico localizado en rinofaringe-cavum sin dependencia del seno maxilar, esfenoidal ni coana homolateral. Se trataba de un varón de 69 anos que consultó en Urgencias por cefalea y en el que, ai realizar un TAC craneofacial, se descubrió la citada tumoración de más de 4 cm de diámetro máximo. Tras biopsia negativa, el paciente fue intervenido mediante Cirugía Endoscópica Nasosinusal (CENS) con exéresis completa de la...

Página da Associação Portuguesa de Otoneurologia

Vitor Gabão Veiga
.

Ossiculoplastia autóloga na cirurgia do colesteatoma: Opção correcta nos dias de hoje?

João Pimentel, Antonio Galzerano, Martinha Chorão, Jorge Domingues & Madeira Da Silva
Introdução: Desde a primeira ossiculoplastia autóloga, em 1957 com Hall e Rytzner, que os remanescentes ossiculares se tornaram uma opção nas timpanoplastias com reconstrução da cadeia ossicular pela sua biocompatibilidade, disponibilidade e baixo custo. No entanto, o seu uso em doentes com otite media crónica colesteatomatosa decaiu pelo receio dos ossiculos conterem no seu interior colesteatoma residual. Os autores investigam se ossiculos removidos em cirurgia de colesteatoma apresentam alterações histopatológicas que possam levar à recidiva...

Mucopiocelo frontal gigante: Abordagem endoscópica Draf III

Rafaela Veloso-Teles, Ana Sousa, Sérgio Caselhos, Roberto Estevão, Vânia Henriques, Francisco Moreira Da Silva, Rita Moura & Fausto Fernandes
Os mucocelos são lesões quísticas dos seios perinasais de conteúdo mucóide, que podem resultar em erosão óssea com extensão extracraniana, intracraniana ou orbitária. Denominam-se mucopiocelos sempre que ocorre infecção do seu conteúdo. A abordagem cirúrgica dos mucocelos frontais constitui um desafio para o cirurgião ORL, havendo autores que defendem o uso de técnicas exclusivamente endoscópicas que vão desde a marsupialização da lesão até procedimentos do tipo Draf III, enquanto outros optam por combinar abordagens osteoplásticas....

Metástases temporais: A propósito de um caso clínico

Sofia Decq Mota, Carolina Durão, Margarida Boavida, João Rego, Cristina Adónis & Filipe Freire
A metastização óssea para a cabeça e pescoço é rara. Em 20-35% dos casos, pode ser a primeira manifestação de uma neoplasia oculta. No caso específico do osso temporal, as metástases são originárias, mais frequentemente, da mama, pulmão, rim, próstata e estômago. Apresenta-se o caso clínico de uma doente, do sexo feminino, 71 anos, com Diagnóstico de Carcinoma Ductal tipo Cribiforme na mama esquerda, tendo sido submetida a mastectomia total, quimioterapia e radioterapia. À observação...

Disfagia lusória – caso clínico

Sandra Alves, Nuno Bettencourt, Pedro Oliveira, Artur Condé & Agostinho Silva
A disfagia lusória constitui uma entidade clínica rara resultante da obstrução esofágica por um mecanismo de compressão mecânica extrínseca, provocada por anomalias do arco aórtico. Os autores descrevem o caso clínico de um doente de 61 anos observado na Consulta externa de Otorrinolaringologia por disfagia com 3 meses de evolução.

Revisão das Complicações Precoces da Amigdalectomia e Adenoidectomia/2003

S. Vilarinho, R. Figueirinhas, A. Antunes, J. Pinto Ferreira, L. Meireles & A. Lima
Apresenta-se estudo retrospectivo das complicações per e pós-operatórias precoces (15 dias) de amigdalectomia e a adenoidectomia durante 2003 no serviço de ORL, HGSA (Hospital Geral de Santo António). Foram revistos processos clínicos de 153 doentes, 73 (48 %) eram do sexo feminino e 80 (52%) eram do sexo masculino, com idades entre 18 meses e 44 anos (média 10,95 anos). Foram encontradas as seguintes complicações: hemorragia 2/153; rinolália 2/153; regurgitação nasal 1/153; febre 11/153; edema...

Sinusitis fungica cronica invasiva dei seno maxilar por aspergillus

Vicente Guillén Guerrero, Andrés Paulino Herrera, Juan José Urbano, Ramón Terré Falcon, Inmaculada Anguita Sánchez, Francisco Sánchez González, María Martínez Sempere & Juan Caballero Villena
El diagnóstico de casos de sinusitis fungica se está incrementando debido a un mejor conocimiento de la enfermedad y un alto número de pacientes con alteración de los mecanismos de defensa inmunológica. Los síntomas más corrientes incluyen secreción purulenta nasal y obstrucción nasal. A la sospecha de aspergilosis se llega cuando un paciente con sinusit is crónica maxilar no responde ai tratamiento conservador normal. El diagnóstico es fundamentalmente microscópico, a través de la identificación de...

Caso inusual de nódulo parotídeo: Carcinoma de células pequeñas

Julio Rama López, Fernanda A. Muñoz-Proto, Marta Valero-Camps & Juan José Torres-Rovira
Los carcinomas de células pequeñas representan menos del 1% de los tumores malignos de glándulas salivares. Al tratarse de casos muy raros no existe un consenso sobre el tratamiento y epidemiología de estos tumores. Paciente mujer de 78 años con tumoración parotídea izquierda de 1 mes de evolución. PAAF compatible con carcinoma y TAC cervical donde además del nódulo parotídeo se observaba adenopatía cervical ipsilateral con centro necrótico. Tras parotidectomía superficial y vaciamiento cervical funcional...

Editorial

Ezequiel Barros
.

Deiscência do Canal Semicircular Superior - Abordagem Cirúrgica

Carla Guimarães Cardoso & Victor Correia Silva
Introdução: A Síndrome de Deiscência do Canal Semicircular Superior (SDCSCS) é uma causa rara, mas tratável, de vertigem. Caracteriza-se pela presença do fenómeno de Tullio, sinal de Hennebert e por hipoacusia de transmissão com presença de reflexo estapédico. O seu diagnóstico é confirmado por TC de alta resolução do osso temporal. O tratamento, no caso de clínica incapacitante, é cirúrgico. Descrição do caso: Descreve-se o caso de uma mulher, de 36 anos, com SDCSCS, com...

A experiência de ouvir música por parte de utilizadores de Implante Coclear

Marisa Alves, Jorge Humberto Martins, Helena Alves, Ana Sofia Melo, Daniela Ramos, Graça Oliveira, Isabel Magalhães, Carlos Ribeiro & António Diogo Paiva
Objetivos: A fruição da música é, atualmente, uma das dificuldades referidas pelos utilizadores de implante coclear. O objetivo deste trabalho foi investigar os hábitos de escuta de música e de fruição musical de adultos com surdez pós-lingual após implantação coclear. Material e métodos: O instrumento utilizado foi o “Questionário de Música de Munique”. Os participantes foram adultos com surdez pós-lingual neurossensorial severa a profunda bilateral com um tempo de utilização de implante coclear de, no...

Estadiamento clínico vs. Patológico em tumores da Laringe

Ana Sofia Melo, Ana Rita Nobre, Edite Portugal, Francisco Branquinho & Arnaldo Guimarães
Introdução: Os tumores da laringe representam cerca de 30% das neoplasias de cabeça e pescoço, sendo que 90% destes são carcinomas de células escamosas. Têm sido reportadas discrepâncias no estadiamento TNM clínico e patológico nos tumores da laringe em vários estudos. Material e Métodos: Análise retrospetiva de 179 doentes submetidos a laringectomia entre Janeiro de 2009 e Dezembro de 2014 no IPOFG de Coimbra. Resultados: Relativamente à extensão do tumor, a taxa de re-estadiamento foi...

Pilha nas fossas nasais, uma emergência Otorrinolaringológica

Alberto Santos, António Marinho, João Subtil & José Saraiva
Os corpos estranhos nas fossas nasais são frequentes na urgência. Relativamente inofensivos podem manter-se vários dias sem lesão. As pilhas são uma exceção, representam uma grande ameaça e necessitam de remoção urgente. O Objetivo deste artigo é a partilha de um caso paradigmático, alertando para a gravidade do quadro clínico, que impõe um diagnóstico exato e precoce e uma remoção célere da pilha. Apesar da remoção do corpo estranho 4 horas após a introdução e...

Tumores parafaríngeos - Da clínica ao diagnóstico

S. Tavares, H. Rodrigues, C. André, V. Proença, J. Brito Mendes & L. Antunes
Introdução: Os tumores parafaríngeos são raros, representando 0,5% dos tumores de cabeça e pescoço. A maioria (80%) é benigna. Os tumores primitivos do espaço parafaríngeo correspondem a 90% dos casos (entre 40% a 50% com origem em glândulas salivares; entre 25% a 40% com origem neurogénica). São na fase inicial assintomáticos, sendo o diagnóstico feito quando as dimensões ascendem aos 3cm, manifestando-se por uma massa orofaríngea ou cervical. A apresentação clínica é semelhante independentemente do...

Registration Year

  • 2021
    58
  • 2020
    665

Resource Types

  • Text
    723