Sentidos figurados: cinema, imagem, simulacro, narrativa. Volume 4: facializações cinematográficas: especificidades portuguesas e estudos de casos

João Maria Mendes
Pensar o cinema obriga-nos a regressar ao persistente duelo entre iconófilos e iconoclastas e à importância da figuração nos cristianismos e especialmente na catolicidade: a história das artes “ocidentais” não teria sido a que foi se a igreja de Roma não tivesse desempenhado, desde os seus primeiros tempos, o papel de promotora da produção de imagens. Muitos séculos antes de Hollywood, o Vaticano e os seus príncipes montaram e financiaram a principal fábrica de sonhos...
This data repository is not currently reporting usage information. For information on how your repository can submit usage information, please see our documentation.