ALGUMAS DIFICULDADES NO PROGNÓSTICO - DA REABILITAÇÃO NA SURDEZ INFANTIL

Rui Ribeiro Nunes
A diversidade qualitativa da surdez profunda coloco inúmeras questões relativamente ao prognóstico e consequentemente ao tipo de intervenção a adoptar e em que momento adoptar. Estão em causa aspectos como distorções em intensidade, em frequência e no tempo, bem como a plasticidade cerebral com inegáveis consequências a nível do linguagem, fala e desenvolvimento cognitivo. As deficiências existentes nos meios de diagnóstico em realizar um prognóstico adequado, leva-nos a repensar os critérios de decisão no tipo...
This data repository is not currently reporting usage information. For information on how your repository can submit usage information, please see our documentation.