Epistáxis pós cirurgia nasal: Incidência e fatores de risco

Isabel Pinto, Francisco Monteiro, Nuno Lima, Diamantino Helena & Artur Condé
Objetivo: Determinar a incidência de epistáxis pós cirurgia nasal assim como possíveis fatores de risco para a ocorrência da mesma. Material e Métodos: Estudo retrospectivo dos doentes submetidos a cirurgia nasal no serviço de Otorrinolaringologia do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho num período de 16 meses. Resultados: Foram considerados um total de 412 doentes. A incidência de epistáxis foi de 4,6%. As cirurgias que mais frequentemente apresentaram hemorragia foram a septoplastia (57,9%) seguida da...
This data repository is not currently reporting usage information. For information on how your repository can submit usage information, please see our documentation.