4 Works

Sentidos figurados: cinema, imagem, simulacro, narrativa. Volume 1: da magia de Lascaux ao animismo cinematográfico e à sociedade do espectáculo

João Maria Mendes
O homo sapiens-demens-ludens (sábio, louco e lúdico) que somos ainda se assemelha em muito ao cro-magnon magdaleniano que há 17 ou 18 mil anos, no paleolítico tardio, pintou Lascaux. E o mundo cinemático e pós-cinemático que tornámos parte do nosso habitus ainda herda da sua magia e do seu animismo, duplicando as diversas realidades com que lidamos no mundo vivido, transformando-as e oferecendo-as à nossa apropriação. Ao longo de milhares de anos tornámo-nos poetas-narradores exímios...

Sentidos figurados: cinema, imagem, simulacro, narrativa. Volume 3: a figuração das ideias: pensamento, filosofia e cinema: utopia, eucronia e distopia

João Maria Mendes
Cinema poético, cinema místico, cinema político, cinema filosófico: ao longo da sua história, a arte que Riccioto Canudo garantiu que ia “fazer a síntese de todas as outras” produziu um vasto número de obras resultantes da reflexão autoral e que mantiveram uma relação estreita com o pensamento e com as ideias, investindo mais na figuração destas do que na narrativa. Por vezes herdando as experimentações das Gesamstkunstwerken românticas, explorando o território interartes, a relação com...

Sentidos figurados: cinema, imagem, simulacro, narrativa. Volume 2: da literatura ao audiovisual: as histórias-mães-de-histórias e o mundo formatado como narrativa

João Maria Mendes
Existem regras para construir histórias? Não. Mais precisamente: Não, mas. Em vez de regras, existe a imensa experiência acumulada de mil formas narrativas e outras tantas tradições, por vezes multi-milenares, que desde Homero e desde os contos tradicionais sedimentaram morfologias e modos de as conceber e contar. Sempre vivemos, ao mesmo tempo, sob o peso das tradições e a compulsão do novo, ora transferindo e adaptando formas antigas ora desconstruindo-as para testarmos novas arquitecturas do...

Sentidos figurados: cinema, imagem, simulacro, narrativa. Volume 4: facializações cinematográficas: especificidades portuguesas e estudos de casos

João Maria Mendes
Pensar o cinema obriga-nos a regressar ao persistente duelo entre iconófilos e iconoclastas e à importância da figuração nos cristianismos e especialmente na catolicidade: a história das artes “ocidentais” não teria sido a que foi se a igreja de Roma não tivesse desempenhado, desde os seus primeiros tempos, o papel de promotora da produção de imagens. Muitos séculos antes de Hollywood, o Vaticano e os seus príncipes montaram e financiaram a principal fábrica de sonhos...

Registration Year

  • 2022
    4

Resource Types

  • Book
    4

Affiliations

  • Instituto Politécnico de Lisboa
    4