3 Works

De América soy hijo y a ella me debo (Santiago Álvarez, 1972): el documental cubano y las polémicas en el seno de la izquierda

Ignacio Dávila
O interesse do cinema cubano pelo Chile aumentou após o triunfo da Unidade Popular devido à proximidade entre os governos de ambos os países. No entanto, essa aproximação não ocultava uma rivalidade originada de estratégias opostas para desenvolver o processo revolucionário. Este artigo analisa como foi representado por Santiago Álvarez, no longa metragem De América soy hijo y a ella me debo (1972), o momento mais polêmico das relações cubano-chilenas: a visita de Fidel Castro...

Saudações aos cubanos: a mise-en-film das fotografias de Agnès Varda

Francieli Rebelatto
Este ensaio se propõe a uma leitura do filme Salut, les Cubains! (1963) da cine-fotógrafa Agnès Varda que esteve em Cuba no ano de 1962 registrando o cotidiano do(a)s cubano(a)s pós-revolução, realizando, assim, um retrato sensível na perspectiva estética e política. Tratamos de pensar como as imagens fixas, na proposta de montagem de Varda, nos possibilitam entender a transterritorialidade entre fotografia e cinema.

Registration Year

  • 2019
    3

Resource Types

  • Data Paper
    3

Affiliations

  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana
    3